15 de dezembro de 2016

EM DEFESA DE PRISCILA ALCÂNTARA


Por Everton Edvaldo


Introdução: Recentemente, a cantora gospel Priscila Ancântara tem sido alvo de severas críticas, deboches e xingamentos por conta de um vídeo onde a mesma entrega uma mensagem 40 segundos às pessoas que estavam em seu show. Alcântara foi acusada de cometer heresia por conta das suas declarações durante a mensagem. Muitos críticos, sem ao menos assistir o vídeo cuidadosamente, estão afirmando que ela negou que cometemos pecado, ou que ela afirmou que não nascemos no pecado.  Será que é isso mesmo que ela está dizendo no vídeo?  

Vamos analisar em forma de texto o que ela falou no vídeo, porém antes disso, gostaria de deixar claro, que não tenho nenhuma ligação afetiva com a pessoa de Priscila, muito menos ouço suas músicas. Digo isso para que ninguém pense que estou sendo partidário.

Segue abaixo o texto da cantora:

"O meu Pai é Santo e Perfeito, eu nasci pra ser santo e perfeito, vocês são santos, vocês são perfeitos, vocês podem estar talvez em pecado, nós podemos estar muitas vezes em pecado mas não somos pecadores não,  somos filhos de Deus. E essa é uma verdade que muitas vezes a religião encobre de você. A religião diz que você nasceu no pecado, então você é um pecador. Eu nasci no pecado mas eu não sou pecador a,  você também não,  porque quando nós em Cristo, nós temos o nosso pecado retirado e nós nos tornamos de novo imagem e semelhança de Deus que é perfeito. Quantos entendem essa mensagem?" (Priscila Alcântara).

É verdade que Priscila poderia ter se expressado de uma forma melhor, porém o que ela disse (quando entendida de forma correta) de maneira alguma é contrário ao que ensina as Sagradas Escrituras. 

Também é verdade que existe uma diferença entre o que foi dito e o que ela quis dizer, no entanto, o que vai determinar a mensagem geral do vídeo, não são frases isoladas e julgadas separadamente, mas sim o seu contexto.

Primeiro,  Priscila começa dizendo: "O meu Pai é Santo e Perfeito, eu nasci pra ser santo e perfeito." Bem, até aqui não temos nenhuma declaração polêmica visto que a Bíblia  nos exorta constantemente a sermos santos e perfeitos (Levítico 19.2; Mateus 5.48; 1 2 Coríntios 7.1; Colossenses 1.28; Pedro 1.16). É claro que Priscila não está dizendo que somos perfeitos e santos na mesma intensidade e medida de Deus. O que ela está fazendo é um contraste entre os termos para explicar o porquê que somos santos e perfeitos. Somos santos e perfeitos porque um Deus Santo e Perfeito exige que sejamos assim. Leia os versículos que citei acima. 

Uma observação que gostaria de fazer é que quando o termo "santo" é aplicado aos crentes na Bíblia, significa "separação" e o termo "perfeito" aponta para  "maturidade", "integridade", etc. Sendo assim, quando a Bíblia diz que devemos ser perfeitos porque Deus é perfeito, significa que devemos ser íntegros porque Ele é íntegro. Alcântara não fez uma declaração antibíblica.

Também é importante levarmos em consideração, que Priscila está dirigindo sua mensagem a um público que em geral é evangélico. Sua mensagem está voltada claramente para aqueles que já são filhos de Deus. Qualquer tipo de interpretação fora dessa informação, poderá nos conduzir  a uma interpretação errada do que está sendo dito.

Segundo,  não é verdade que Priscila afirma que nós não pecamos, muito pelo contrário, ela diz: "... vocês podem estar talvez em pecado, nós podemos estar muitas vezes em pecado..." Consegue enxergar que ela admite que pecamos? Guarde bem essa informação, pois ela será muito importante para o nosso próximo ponto.

Continuando, Priscila diz: "...mas não somos pecadores não,  somos filhos de Deus." É nessa frase que as pessoas estão polemizando.

Pois bem, todo bom intérprete sabe que não podemos pegar uma palavra isoladamente e atribuir a ela um único signicado para todas as ocasiões em que ela for usada. Um dos princípios essenciais da semântica é que "O significado de uma palavra numa frase será determinado pelo seu contexto." Isto signica que a expressão "pecadores" pode ter diversos significados, dependendo da sua aplicação. 

Neste artigo, tentarei classificar pelo menos dois sentidos em que o termo "pecador" aparece na Bíblia. 

I- Pecadores são aqueles que cometem pecado (Neste sentido, todos nós somos pecadores, por natureza).

II- Pecadores são aqueles que VIVEM NA PRÁTICA CONSTANTE  DO PECADO (Nesse sentido, nem todos são).

Cabe a nós descobrirmos através do contexto,  em que sentido Priscila Alcântara afirma que não somos pecadores. Uma rápida lida no que foi dito anteriormente por ela, logo nos dará a resposta. Assim fica fácil de entender que o que Priscila está dizendo é que não somos pecadores, no sentido de que não vivemos mais na prática constante do pecado. E porque não vivemos mais na prática constante do pecado? Priscila justifica o porque alegando que "somos filhos de Deus." Ora, isso não vai de encontro com o que a Bíblia ensina.

Vejamos o que a Bíblia diz em 1 João 3.5-10:

"E bem sabeis que ele se manifestou para TIRAR OS NOSSOS PECADOS; e nele não há pecado. Qualquer que permanece nele NÃO PECA; qualquer que peca não o viu nem o conheceu.
Filhinhos, ninguém vos engane. Quem pratica justiça é justo, assim como ele é justo. QUEM COMETE O PECADO é do diabo; porque o diabo peca desde o princípio. Para isto o Filho de Deus se manifestou: para desfazer as obras do diabo. Qualquer que é nascido de Deus não comete pecado; porque a sua semente permanece nele; e não pode pecar, porque é nascido de Deus. NISTO SÃO MANIFESTOS OS FILHOS DE DEUS, e os filhos do diabo. Qualquer que não pratica a justiça, e não ama a seu irmão, não é de Deus."

Veja que quem está falando que um cristão não PECA e que quem PECA não viu a Deus não é Priscila, mas sim o apóstolo João e nem por isso o chamamos de herege, pois bem sabemos que ele se refere à prática constante do pecado que é algo incoerente para quem é filho de Deus.  

Outra coisa que deve ser ressaltada é que Priscila não está afirmando que todas as pessoas do mundo são filhas de Deus (conforme muitos na Internet tem afirmado). Não,  o que ela está dizendo é que as pessoas que estavam ali,  eram filhas de Deus, algo totalmente normal, visto que seu público era evangélico. 

Biblicamente, uma pessoa só se torna filha de Deus quando crê em Jesus Cristo e experimenta o novo nascimento.  (João 1:12; João 11:52; Romanos 8:16; 1 João 3:1-10). Até lá, esse alguém é apenas criatura dEle.

Alcântara continua: "E essa é uma verdade que muitas vezes a religião encobre de você." O que ela chama de "verdade" é exatamente o que defendeu anteriormente e informa que muitas vezes, a religião quer encobrir isso das pessoas. 

Ela finaliza dizendo: "A religião diz que você nasceu no pecado, então você é um pecador. Eu nasci no pecado mas eu não sou pecadora,  você também não,  porque quando nós em Cristo, nós temos o nosso pecado retirado e nós nos tornamos de novo imagem e semelhança de Deus que é perfeito."

Não interpretemos mal o que está sendo dito. Priscila não está negando que nascemos no pecado. Pelo contrário, ela enfatiza isso quando diz: "Eu nasci no pecado." Nessa primeira cláusula, Priscila não discorda da religião.

Quando ela diz que nasceu no pecado mas não é pecadora, deve ser entendido à luz de tudo que foi dito anteriormente. Ela não é pecadora, no sentido que não vive mais na prática constante e deliberada do pecado. Ela peca?  Peca, mas não se entrega à uma vida de iniquidade. 

Antes de concluir, gostaria de reforçar que a frase "não sou um pecador" (quando usada por alguém que é salva) não vai de encontro com que Bíblia diz. Devemos analisar o sentindo da frase e a partir disso taxarmos como certa ou errada. É o contexto e o sentido da frase quem determinará a nossa conclusão e no caso de Priscila Ancântara, não chega ao ponto de ser uma heresia.

Vejamos dois exemplos bíblicos que ilustram essa verdade:

Em 1 Timóteo 1.15, Paulo se intitula como sendo um pecador mesmo depois de salvo: 

"Esta afirmação é fiel e digna de toda aceitação: Cristo Jesus veio ao mundo para salvar os pecadores, dos quais eu sou o pior."

Por outro lado, o mesmo apóstolo em outra Epístola, revela que  ÉRAMOS PECADORES:

"Mas Deus demonstra seu amor por nós: Cristo morreu em nosso favor quando ainda éramos pecadores." (Romanos 5.8).

Ou seja, entendemos que Paulo está  usando a mesma palavra com dois sentidos diferentes, caso contrário, ele estaria em contradição, o que não é verdade.


Conclusão: Por fim, devemos ter muito cuidado quando acusarmos alguém de heresia. Se formos desonestos em nossas acusações, estaremos sendo desonestos com o próprio evangelho já que esse tipo de atitude não agrada a Deus. Além disso, é a imagem de uma pessoa está em jogo. Independente de quem quer que seja, precisamos ser criteriosos em tudo quanto lemos, vemos e ouvimos na Internet. A mídia sensacionalista evangélica (em grande parte representada pelos reformados de Internet), se aproveitam de situações como essas, para ganharem audiência e se tornarem conhecidas. Não é de hoje que essas páginas responsavéis por tais acusações crescem ridicularizando pessoas, igrejas e ministérios e é por isso que devemos ficar alerta. Sendo assim, Priscila Ancântara não foi antibíblica (pelo menos, não nesse vídeo) e não é porque suas declarações foram polêmicas que devemos xingá-la ou zombá-la. Que a verdade esteja não só em nosso coração mas também em nossos dedos.

Que Deus abençoe a todos! 

19 comentários:

  1. Muito boa suas colocações! Parabéns.

    ResponderExcluir
  2. Fatou explicar que religião é essa que nos acusa de sermos pecadores.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tudo de bobagem que essa menina fala e que seus fãs aplaudem e vai contra o que a Bíblia diz ela fala que é culpa da "Religião"....É a Bíblia que diz que somos pecadores e não a "Religião"...E se formos estudar Hamartiologia entenderemos porque ela errou. A natureza Adâmica pecaminosa é transmitida de geração após geração….aqui abro um parentêse: Não somos pecadores no sentido em que não vivemos praticando o pecado, mas somos pecadores pela transmissão do pecado original de Adão e essa natureza apesar de aceitarmos a Cristo só será remida na glorificação de nosso corpo no Céu. Portanto ela errou pois fez uma afirmação categórica sobre uma doutrina muito mais ampla. E outra coisa....O original da palavra Religião é "Religare", e significa religar o homem a Deus....se usamos a Bíblia para nos religarmos com Deus qual é o problema de sermos Religiosos aqui? Se ela quer dizer sobre dogmas e vãs repetições que não nos levam a nada aí é outra coisa...Ela ouviu esse termo que religião é má é isso e aquilo e nem sabe sobre o que está falando na verdade.

      Excluir
  3. Nesse ponto de vista parece-me coerente. No entanto, não posso afirmar que esse era o ponto de vista da Priscila q por sinal se refere a Deus como VOCÊ aos ínveis de Sr entre outras. Não apedrejo, mas as críticas construtivas servem para melhora. Também não sou a for vir de apelidos, xingamentos... Mas deve ser observado sim esses ensianmentos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Veja a origem da palavra você! Ridículo sua colocação!

      Excluir
    2. Excelente Colocação Cheio Da Graça! Não foi nada ridículo a sua colocação. É melhor defender Jesus(que não é necessário) do que defender "Cantora" como o cara de cima! Leiam https://bereianos.blogspot.com.br/2016/12/nos-nao-somos-pecadores.html

      Excluir
    3. No caso de tratar Deus de "você" e não de "Senhor". Eu trato Deus de "você" e de "Senhor". Digamos que você está diante de um presidente. Você vai tratá-lo de Senhor, mas e o filho dele, ele vai tratá-lo assim? Não, porque tem intimidade. Da mesma forma nós diante de Deus, se nós temos intimidade com Ele, não vamos ficar cheio de firulas quando for falar com ele como muitos fazem. Deus é meu amigo, meu Pai, meu tudo, e trato ele da forma que eu trato alguém que eu tenho intimidade.
      OBS: Mesmo assim, muitas vezes o trato de Senhor.

      Excluir
  4. Paulo Alencar12/15/2016 11:37 PM

    Concordo plenamente com ela!!!
    Deus nao nos ve mais como pecadores...mas como santos q lutam contra o pecado q tao de perto nos rodeia " hebreus 12:2"

    ResponderExcluir
  5. Então, é interessante ver uma opinião em defesa do que ela disse. Mas, ainda sim é necessário cautela no que é dito por uma jovem com tamanha influência. Mesmo porque amado, durante essa mensagem haviam muitos não cristãos sim. Ela mesma disse isso em resposta a toda essa polêmica.

    Fica na paz!

    ResponderExcluir
  6. isso que ela disse se chama neo gnosticismo cristão

    ResponderExcluir
  7. Parabéns pela lucidez, imparcialidade e coerência bíblica em suas colocações. Creio que se o povo de Deus lesse mais a Bíblia e menos as redes sociais, não teríamos maiores problemas em entender o que, de fato a Priscila disse (ou quis dizer). Ela é uma menina de Deus que precisa de nossa oração.

    ResponderExcluir
  8. Que artigo tendencioso! Faz uma exegese de 1 João 3 em uma versão que apóia suas argumentação! Talvez na sua estante deva ter uma bíblia revista atualizada!

    1 João 3:6: "Todo aquele que permanece nele não vive pecando; todo aquele que vive pecando não o viu, nem o conheceu."


    " todo aquele que vive nele não vive pecando" João não está dizendo o que você acabou de falar, João está dizendo que uma pessoa que está em Cristo não vive na prática do pecado... Ele em momento nenhum diz que que está em Cristo não peca, ele diz que não vive pecando deliberadamente. É de estranhar o meio evangélico com uma bandeira do moralismo saindo em defesa de uma pessoa que deixa dúvidas com suas posturas na Internet sobre a fé cristã em falar toda essa asneiras!

    ResponderExcluir
  9. Leiam https://bereianos.blogspot.com.br/2016/12/nos-nao-somos-pecadores.html

    ResponderExcluir
  10. Muito interessante sua visão das palavras de Priscila Alcântara. Confesso que não recebi bem sua pregação, e, sinceramente, me preocupa muito o fato de os cantores gospel hoje estarem sempre pregando, muitos sem preparo para fazê-lo. E a maneira como ela expôs o seu pensamento, por mais embasado biblicamente que estivesse, não foi clara e cheia de buracos, o principal deles a falta justamente de citar um versículo bíblico como ponte para o seu pensamento - e isso preocupa muito porque ela influencia muitos jovens!
    Mas ao ler o seu texto percebo que ela pode ter dito algo bom apesar do aparente despreparo.
    Deus te abençoe, irmão.

    ResponderExcluir
  11. Quantas asneira! Geração gospel! Vá estudar a Bíblia teólogo de internet sem entendimento !

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exato precisam estudar Hamartiologia antes de postar….esquece-se da natureza Adâmica e transmitida de geração após geração….aqui abro um parentêse: Não somos pecadores no sentido em que não vivemos praticando o pecado, mas somos pecadores pela transmissão do pecado original de Adão e essa natureza apesar de aceitarmos a Cristo só será remida na glorificação de nosso corpo no Céu. Portanto ela errou pois fez uma afirmação categórica sobre uma doutrina muito mais ampla.

      Excluir
  12. Precisam estudar Hamartiologia antes de criar um blog em defesa de um erro teológico….esquecem-se da natureza Adâmica e transmitida de geração após geração….aqui abro um parentêse: Não somos pecadores no sentido em que não vivemos praticando o pecado, mas somos pecadores pela transmissão do pecado original de Adão e essa natureza apesar de aceitarmos a Cristo só será remida na glorificação de nosso corpo no Céu. Portanto ela errou pois fez uma afirmação categórica sobre uma doutrina muito mais ampla.

    ResponderExcluir