7 de março de 2017

Três perguntas que as pessoas fazem sobre o batismo com o Espírito Santo



Por George O. Wood 

A família mundial das Assembleias de Deus hoje totaliza cerca de 68 milhões de pessoas, louvando em mais de 365.000 igrejas! O que o Senhor tem feito ao redor do mundo através de crentes e líderes cheios do Espírito Santo é absolutamente incrível. É vital que não percamos o fator distintivo que tem alimentado este crescimento: nossa dependência do Espírito Santo e nossa doutrina do batismo com o Espírito Santo, com evidência física inicial de falar em outras línguas. 

Pensei que seria útil rever três questões que são frequentemente levantadas por pessoas, dentro e fora de nossa Associação¹, acerca de nosso foco no batismo com o Espírito. Acredito que estas três questões serão benéficas para você. 

O que é o batismo com o Espírito Santo?

O Novo Testamento aponta três batismos. O primeiro é quando o Espírito nos batiza em Cristo (I Coríntios 12:13); isto se chama conversão. O segundo batismo é em águas, a evidência externa de nossa conversão (Atos 2:38,41). O terceiro é quando Cristo nos batiza com o Espírito (Mateus 3:11).

Em cada caso, o batismo representa imersão: imersão em Cristo, imersão em águas, e imersão no Espírito Santo. O agente do batismo é diferente em cada caso: o Espírito na conversão, a pessoa que batiza a outra em águas e Cristo que batiza com o Espírito. Eu amo me referir ao batismo com o Espírito como ser "submerso no Espírito." Esta submersão pode ser subsequente à conversão (Atos 2:4) ou contemporâneo à conversão (Atos 10:44-46). Todos os três batismos devem ser unidos como parte do que chamamos de "grupo de conversão".

Qual é a relação entre falar em línguas e batismo com o Espírito?

Como as pessoas sabem que são batizadas em águas? Bem, elas estão molhadas. Em outras palavras, o batismo em águas tem um componente físico. O batismo com o Espírito também tem um componente físico: falar em outras línguas. A formulação doutrinária para isto é simplesmente que as línguas são a evidência inicial do batismo com o Espírito Santo. Perceba estes três termos descritivos: 

(1) É inicial. É um portão de entrada à vida capacitada pelo Espírito. Ao longo de nossa jornada cristã, falar em outras línguas torna-se um componente vital da oração ao prover o louvor a Deus que vai além de nossos limites de vocabulário e intercessão naqueles momentos em que não sabemos como traçar nossos pedidos numa linguagem aprendida. 

(2) É físico. Isto significa que a fala sobrenatural está envolvida quando falamos numa língua que não aprendemos.

(3) É evidência. Isto é, assim como as pessoas sabem que foram batizadas nas águas porque estão molhadas, nós sabemos que recebemos o batismo com o Espírito Santo porque falamos em outras línguas.

Como recebemos o batismo com o Espírito Santo? 

Jesus disse que deveríamos pedir para receber (Lucas 11:13). Isto é, deve haver uma fome ou um desejo em nossos corações. Nós também devemos lembrar que estamos falando do Espírito Santo; Assim, devemos analisar conscientemente nossas vidas e pedir a Ele para limpar nossos corações.

Muitas vezes ajuda encontrar alguém que tenha recebido o batismo no Espírito colocar as mãos sobre nós e orar para que possamos receber.

Finalmente, quando o Espírito começa a formar palavras desconhecidas em nossos pensamentos, devemos expressá-los: o Espírito está querendo orar através de nós em uma língua que não entendemos. No entanto, devemos lembrar que o batismo com o Espírito é um ponto de partida para viver todos os nossos dias na plenitude do Espírito e em Sua capacitação para nossas vidas.

Texto original: Three Questions People Ask About the Baptism in the Holy Spirit. 

Extraído de HYPERLINK http://penews.org/features/three-questions-people-ask-about-the-baptism-in-the-holy-spirit http://penews.org/features/three-questions-people-ask-about-the-baptism-in-the-holy-spirit. Acesso em 07/03/2017

1. Associação Mundial das Assembleias de Deus. 

Tradução: Thiago Fidelis (fb.com/thiagomfidelis)

Sobre o autor: George O. Wood (B.A., Ph. D., J. D.) é Superintendente Geral das Assembleias de Deus dos Estados Unidos (2007 - )  e Secretário Geral da Aliança Mundial das Assembleias de Deus (2008 - ).

5 comentários:

  1. Uauu, irá me ajudar muito ao ensinar o meu próximo e a mim também, Deus os abençoe, parabéns pelo blog!

    ResponderExcluir
  2. Não entendi...porque tem pessoa que mentem...e são batizadas....e conheço pessoas que não são batizadas e dão testemunho de cristão...exemplo...a igreja de corintios representa o primeiro crente eapolo que só conhecia o batismo de joao….dava testemunho...

    ResponderExcluir
  3. Isso me deixa com uma duvida, se o cristão deve ter a vida em santidade e nesse caso a maioria dos cristãos no Brasil não tem, isso só deixa as seguintes afirmações;1 essa doutrina não é verdadeira,2 a maioria dos cristãos fingem que estão falando em línguas, 3 o batismo no Espírito Santo não necessita de santidade, se estou errado peço que me esclareça.

    ResponderExcluir
  4. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir